unnamed

   O Presidente do Crea-PI, Ulisses Filho compareceu ao II Encontro Piauiense de Agroecologia (EPA), realizado nesta segunda-feira (07), no Centro de Treinamento do Emater. Esse evento tem como finalidade aprovar a comissão permanente, regimento e planejamento do REPIA (Rede Piauiense de Agroecologia)  e preparar as pessoas que  irão participar do IV Encontro Nacional de Agroecologia (IV ENA), que será realizado de 31 de maio a 3 de junho de 2018,no Parque Municipal em Belo Horizonte.

    A agroecologia pode ser definida como o estudo da agricultura que prioriza a utilização dos recursos naturais com ok 229mais consciência. Sobre isso, o presidente Ulisses Filho afirma “Essa discussão da agroecologia está em pauta pois tem a ver com a produção de alimentos e com a conduta das pessoas no dia a dia, pois acima de tudo, a agroecologia é uma conduta de vida”. Já o Diretor de Educação e Extensão Rural do Emater, Kalil Luz salienta “a agroecologia é uma ciência. Algumas pessoas trabalham ela como um modo de vida, onde utiliza-se a natureza ao nosso favor, de forma a produzir alimentos com qualidade, sem resíduos de agrotóxicos e, no Piauí diversas entidades realizam atividades desse tipo mas de forma dispersa”.  O Deputado Estadual, Francisco Lima acrescenta sobre a agroecologia “é uma forma de pensar, de agir e de produzir dos povos que valoriza a vida e a natureza.”

   Sobre a Rede Piauiense de Agroecologia, Kalil Luz afirma “a ideia é juntar  as instituições não-governamentais, movimentos sociais e governo e, começar a pensar a agroecologia no Estado do Piauí”. Sobre isso, o membro da Comissão Provisória da REPIA, Maurício Castelo Branco salienta “quem vai compor a Rede Piauiense de Agroecologia é uma articulação dos movimentos sociais,ONGs e agricultores familiares.”

   O presidente Ulisses Filho entende a importância de se discutir agroecologia no Piauí “Então, é uma discussão muito ligada as atividades dos  engenheiros agrônomos e florestal. É importante que o Crea-PI participe desse processo de discussão, pois tem o segmento do Conselho de profissionais que efetivamente trabalham e pesquisam nessa área. Portanto, é imprescindível que o Crea-PI também discuta sobre  agroecologia.”

ok237