okok WhatsApp Image 2018-07-10 at 15.51

  O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (CREA-PI) participou, nesta segunda-feira (09), do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordem das Profissões Regulamentadas do Estado do Piauí, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí (OAB-PI).

  Durante o encontro, foram abordados pautas pertinentes aos Conselhos como a fiscalização integrada entre Conselhos de Classe nas Instituições de Ensino Superior em funcionamento no Estado, piso salarial das categorias e o posicionamento conjunto dos Conselhos acerca das eleições deste ano.

   “A pauta da reunião foi de suma importância, pois tratou-se da abertura de cursos indiscriminados sem a mínima estrutura a ser ofertada aos alunos e, a fiscalização mais efetiva entre os Conselhos. Coma a ação conjunta aumentará o poder de pressão sobre as instituições de ensino para que se resolva as questões estruturais e pedagógicas da educação no estado do Piauí. Estamos compondo a Comissão que irá elaborar um documento inicial dos procedimentos dessa ação junto as instituições”, declara o Presidente do Crea-PI, Ulisses Filho.

   Desse modo, quanto ao descaso das instituições de ensino com a qualidade dos cursos ofertados, cada Conselho deverá intensificar a fiscalização e preparar um checklist com os procedimentos necessários para a formação acadêmica dos profissionais e elaborar um documento a ser encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF). O Crea-PI possui uma relação próxima com as Univeokok WhatsApp Image 2018-07-10 at 15.51 (1)rsidades e, tem uma Comissão de Educação com a participação de professores representados no Conselho.

 Em relação ao piso salarial, o presidente do Crea-PI demonstra preocupação quanto à remuneração dos profissionais nos órgãos públicos “observamos que os concursos ofertados, especialmente em prefeituras, oferecem um salário mínimo. Então, discutimos essa questão para que possamos fazer uma ação mais efetiva no cumprimento do piso salarial”, afirma Ulisses Filho.

 “Hoje há uma oferta excessiva sem preocupação com a qualidade do ensino e nós temos que assumir o protagonismo na fiscalização, cobrando que as instituições levem a educação a sério”, frisa o presidente da OAB-PI, Chico Lucas.

   okok WhatsApp Image 2018-07-10 at 15.51 (2)

 

o1okok WhatsApp Image 2018-07-10 at 15.51 (3)