ok1xcf

   Na Plenária Ordinária N°519, na última segunda-feira(04), realizada no auditório da sede do Crea-PI, foi assinado o Termo de Cooperação Técnico entre o Crea-PI e a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí-Adapi. Estavam presentes no ato de assinatura do termo o Presidente do Crea-PI, Ulisses Filho e o Diretor Geral da Adapi, Bernildo Duarte Val.

  O objetivo do presente termo é a formalização das duas autarquias em colaborarem,dentro de suas atribuições, na fiscalização do setor de agrotóxicos e das atividades que envolvam o exercício profissional da Agronomia e suas regulamentações, assim como o estabelecimento de um sistema de consulta e troca de informações sobre as atividades de empresas e profissionais que atuam na área de abrangência da fiscalização.

   No tocante a relevância da assinatura do Termo de Cooperação Técnica com o Crea-PI, o Diretor Geral da Adapi, Bernildo Duarte Val ressalta “esse termo servirá para estruturar o sistema de fiscalização de agrotóxicos do Piauí. A Adapi tem suas limitações na área de fiscalização e, com essa cooperação iremos contar com o apoio técnico e estrutural do Crea-PI. Portanto, com esse termo estaremos otimizando nossa fiscalização, principalmente, no que diz respokk 2eito a compra direta de agrotóxicos”. No tocante a Anotação de Responsabilidade Técnica -ART, a partir do termo de cooperação, será realizado um levantamento das Arts dos sistemas do Crea-PI com a Adapi, para otimização da fiscalização. “Com esse levantamento de Arts entre as duas autarquias, será um passo a frente na fiscalização de agrotóxicos e afins”, evidencia Bernildo Duarte Val.

   A cooperação entre Crea-PI e Adapi beneficiará ações conjuntas além da fiscalização, como viabilizar eventos técnicos e cursos visando o aperfeiçoamento profissional da categoria. Sobre isso, o presidente do Crea-PI, Ulisses Filho ratifica “ Futuramente, faremos cursos de orientação e qualificação dos profissionais e agentes de fiscalização na área de emissão de receituário agronômico, ART, certificado fitossanitário de origem CFO e áreas afins. Portanto, a assinatura desse termo beneficiará a Agronomia do nosso estado.”