SOEA: Mútua traz debate sobre internet industrial para o evento

Com presença marcante durante a 74ª SOEA, em Belém (PA), a Mútua realizou programação especial durante o evento na tarde dessa quarta-feira (8). O público que acompanhou as atividades da Caixa de Assistência – delegações dos Creas, diretores regionais, integrantes do CreaJr e participantes em geral – assistiram à palestra “A Era da Internet Industrial”, ministrada pelo eng. mec. José Rizzo Hahn Filho.

Durante a palestra, Rizzo definiu a internet industrial como aquela que une a produtividade das máquinas com a inteligência analítica dos softwares e a criatividade humana, ou seja, que conecta os mundos cibernético e físico. Na prática, elucidou Rizzo, é a internet industrial que permite que equipamentos e sistemas complexos sejam consertados antes de apresentarem problemas, a chamada “manutenção preditiva”. Seria a solução para erradicar problemas atuais de diversas áreas, como cancelamentos de voos, panes em redes elétricas, inconsistências em análises médicas e até mesmo enguiçamento de carros.

Ele explicou que a internet industrial, ou também chamada de a terceira revolução tecnológica, nasceu há três anos dos Estados Unidos e que esse novo conceito e aplicação tecnológica definirá o perfil do mercado corporativo nos próximos anos. “Uma pesquisa da Universidade de Washington (EUA), mostrou que 40% das empresas americanas vão desaparecer em dez anos porque não conseguirão se adequar aos avanços tecnológicos”, frisou.

Já as organizações que têm potencial para crescerem e se manterem no mercado, algumas características peculiares são comuns, pontuou Rizzo. Estar no limiar da tecnologia, voltadas completamente para o digital, executando suas atividades de forma ágil e focadas na resolução de problemas são algumas das similaridades das empresas na era da internet industrial.

“Não ser hoje digital, não quer dizer a empresa está fora do mercado. Mas é necessário que haja essa consciência de que o ambiente está em constante mudança e de que é preciso de reinventar o quanto antes”, sugeriu o engenheiro. Por fim, ele citou algumas vantagens que a internet industrial pode oferecer às organizações, como redução do uso de materiais e energias, redução de interrupções dos processos, aumento da produção e melhoria da satisfação dos clientes.

O palestrante

Fundador e CEO da Pollux, empresa líder em manufatura avançada, robótica e internet industrial, Rizzo é formado pela Iowa State University, atua na área de automação industrial há 25 anos e representa a companhia e o país em diversos fóruns mundiais de tecnologia. Selecionado em 2001 pela Endeavor, apoia fortemente as causas do empreendedorismo e da inovação no Brasil. Atualmente é presidente da Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII).

Fonte e fotos: Gecom/Mútua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support