CREA-PI realiza treinamento para os agentes fiscais

 

Os agentes fiscais do CREA-PI receberam treinamento de fiscalização, na última segunda-feira (27), visando melhorar os procedimentos internos e instauração de processos de fiscalização. O treinamento também discutiu as leis e normas que regem o exercício profissional, metas e o Programa de Desenvolvimento e Aprimoramento da Fiscalização – Prodafisc.

O treinamento contou com a presença dos 13 fiscais deste Conselho, do Chefe da Fiscalização, Eng.Civ Fábio Peixoto e do Gerente da Fiscalização, César Tavares. Os fiscais destacaram a importância da realização de treinamentos para a troca de experiências, identificação de problemas e soluções.

O presidente do Crea-PI,Ulisses Filho, esteve presente na abertura do treinamento e frisou que o objetivo é realizar ações como essas com o intuito de melhorar os trabalhos deste Regional. “Estamos realizando reuniões periódicas com os fiscais e o propósito é aprimorar a fiscalização, observando aonde estamos errando, para que possamos ser mais eficientes”, afirmou.

Na oportunidade, o Chefe de fiscalização, Fábio Peixoto, parabenizou a equipe por ter atingido a meta do Prodafisc, que tem por objetivo apoiar projetos voltados à melhoria da eficiência e eficácia das ações de verificação e fiscalização do exercício e das atividades profissionais abrangidas pelo Sistema Confea/Crea/Mútua. Outro assunto discutido foram as metas para os agentes fiscais. “O plano é aumentar o número de fiscalizações realizadas coibindo a atuação dos maus profissionais, e deste modo, defendendo a sociedade”, frisou.

O Conselho promoveu também um treinamento voltado para a Acessibilidade em edificações e vias públicas, com o palestrante Eng. Civ. Christian Kanabushi, contribuição do CREA-PR para a ação. O fiscal da sede deste Conselho,João Bosco avaliou como positivo os dois treinamentos realizados. “Foi bastante enriquecedor, além de proporcionar interação entre os fiscais da sede e inspetorias, abriu um leque de possibilidades, principalmente, no quesito acessibilidade nas construções, espaços e vias públicas.Agora esse ponto passará a ser visto pelos fiscais e profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua de um ângulo diferente, mais sensível”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.