Diretor de Benefícios da Mútua apresenta TECNOPREV em evento do Crea-PI

O I Fórum de Inspetores do CREA-PI, realizado na última sexta-feira (15), no auditório da faculdade Uninassau, em Parnaíba, contou com uma palestra sobre o TECNOPREV-Plano de Previdência da Caixa de Assistência dos Profissionais dos Creas – MÚTUA, ministrada pelo Diretor de Benefícios da MÚTUA, Jorge Roberto Silveira.

Na oportunidade, foram sanadas dúvidas acerca do Plano de Previdência da MÚTUA. “Acredito que todo profissional se preocupa muito com o dia a dia, mas não se preocupa muito com o amanhã. Atualmente, qualquer profissional, hoje no país, pode fazer um planejamento para o TECNOPREV. No caso da Engenharia, temos o TECNOPREV, que está entre os melhores planos do Brasil, é o mais seguro e que rende mais, não vejo porque não ser usado pelos profissionais”, explicou o Diretor.

Grande parceira do evento, a MÚTUA esteve presente no planejamento e execução dos dois dias. Para Jorge Silveira, é importante aproximar o CREA e a MÚTUA do Inspetor. “A MÚTUA, parceira nesses eventos, principalmente dessa natureza, começou a pensar diferente e entender que o Inspetor é que está à frente no interior, pois é quem tem o primeiro contato com o profissional. E sendo assim, a MÚTUA não poderia deixar de investir nesse personagem tão importante para o Sistema”, afirmou.

Para 2019 a meta da MÚTUA é interiorizar os serviços, a fim de atender mais rapidamente os profissionais que não moram nas capitais. “Fizemos uma experiência inicial na Paraíba, que deu muito certo. Foi um gesto acertado, serviu como modelo, e agora, estamos vendo como replicar isso no Brasil inteiro. Principalmente, em certos estados, como o Piauí, que tem um território muito grande e as cidades são distantes. Iremos apresentar uma nova ferramenta, que criamos para os profissionais, onde as solicitações poderão ser feitas online e em até 10 dias, os benefícios estarão na sua conta e o profissional poderá acompanhar pelo celular. Isso irá melhorar, muito, as ações da MÚTUA no interior”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.