Palácio de Karnak encanta turistas e enche de orgulho a população do Piauí

O Palácio de Karnak é um monumento imponente, cuja beleza faz dele o mais importante cartão postal do Piauí. O povo piauiense tem toda razão em se orgulhar desta obra construída na capital Teresina e que ainda hoje abriga a sede oficial do Governo do estado. O Palácio recebe turistas todos os anos e encanta quem o visita pela primeira vez.

A harmonia de seu projeto arquitetônico exibe um monumento de linha neoclássica somada a elementos de inspiração grega e romana. Já o nome do Palácio foi buscado em outra parte do velho mundo, pois a palavra Karnak remonta a um dos bairros da cidade de Tebas, do antigo Egito.

Os levantamentos históricos apontam que um dos primeiros proprietários da chácara de Karnak foi o magistrado Dr. Gabriel Luiz Ferreira, que ali manteve um colégio até 1890. O imóvel teve outros proprietários e foi vendido ao Governador Matias Olímpio de Melo pelo Barão de Castello Branco.

A construção do Palácio foi iniciada na segunda metade do século XIX e concluída, em 1926, quando foi transformado na sede do Poder Executivo e Residência oficial do Governador, o que prevaleceu até 1971. Um ano depois, em 1972, o Palácio passou por uma reforma que preservou suas características originais. O Palácio de Karnak continuou como sede do Governo, mas apenas para despachos e eventos sociais.

Aberto à visitação do público, as dependências do Palácio também mantém sua grandiosidade. Em salões amplos, com pisos em mármore, estão móveis de carvalho e jacarandá, poltronas estilo Luís XVI, esculturas, peças sacras e outros objetos de artes de inestimável valor histórico.

Com as reformas e restaurações realizadas no tempo certo, o Palácio de Karnak é hoje um monumento bem preservado e que precisa continuar sendo cuidado pelo poder público e pela população. Fiscalizar obras e serviços dos setores públicos e privados é uma atribuição do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (Crea-PI) no caso das atividades ligadas à engenharia, agronomia e geociências.

No Piauí, o Crea tem se empenhado para que o município adote uma legislação que torne obrigatória a vistoria técnica, a manutenção preventiva e periódica das edificações e equipamentos públicos e privados. Em recente audiência pública para discutir o assunto na Câmara Municipal de Teresina, da qual participaram vários órgãos e entidade profissionais, os representantes do Crea Regional ressaltaram a importância da inspeção predial como garantia de segurança e proteção, além da presença do profissional da engenharia.

Enquanto a lei não é aprovada, o Crea realiza atividades educativas junto a outros órgãos, empresas e a sociedade. O trabalho é feito por meio de visita em estabelecimentos como shoppings, hospitais, postos de gasolina e também eventos.

Fonte: FUNDAC/PI e Crea-PI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.