Presidente do Ibape Nacional prestigia evento de Avaliações de Imóveis Urbanos

 

O Crea-PI recebeu, na última quinta-feira, no auditório deste Regional, o curso de Avaliações de Imóveis Urbanos ministrada pela Eng. Civ. Ana Maria de Biazzi. O curso foi promovido pelo Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia do Piauí (IBAPE-PI), com o apoio do Crea-PI.

A abertura do evento contou com a presença do presidente do Crea-PI, Ulisses Filho, do presidente do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia (IBAPE), Eng. Civ. Wilson Lang, da presidente do Ibape-PI, Eng. Civ. Mércia Teixeira, do diretor da Mútua-PI, Manoel Coelho, do vice-presidente de Rel. Institucionais do Ibape e vice-presidente do Ibape-PI, Eng. Civ. José Borges Araújo, do presidente do Clube de Engenharia do Piauí, Herbert Soares e da presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Civis (Abenc), Eng.Civ. Socorro Seabra.

“Curso de alto nível, com uma excelente profissional e, consequentemente,  os alunos terão um alto grau de aprendizagem”, disse o Eng. Civ. José Borges Araújo, acrescentando que “a participação das autoridades, como os presidentes do Crea-PI, do Ibape Nacional, do Ibape-pi, da Abenc e Clube de Engenharia, demonstram apoio e traduz a importância desse evento”, declarou.

Na oportunidade, o presidente do IBAPE Nacional, engenheiro Wilson Lang, frisou que as avaliações devem ser realizadas dentro de uma técnica adequada e com o profissional especializado. “Avaliação é uma palavra técnica definida pela ABNT NBR 14.653, reconhecida no mundo inteiro e que estabelece os padrões de como se faz uma avaliação. É importante que a sociedade entenda que Avaliação é uma combinação de conhecimentos, de estatísticas, cálculos e patologias das construções, de condições mercadológicas e questões de aproveitamento do imóvel. Portanto, existe um conjunto de fatores que levam a uma avaliação”, disse.

Quanto ao questionamento sobre o trabalho opinativo do corretor e o trabalho técnico do engenheiro, o engenheiro Wilson Lang afirma que “O corretor de imóveis não tem a menor competência nem legal, nem técnica para fazer avaliação de imóveis. Se a sociedade quer uma opinião, deve-se procurar um corretor de imóveis, se quer uma avaliação procure um profissional que entenda que Avaliação é uma combinação de conhecimentos. Se o individuo quiser uma avaliação para obter um documento oficial e apresentar a um órgão financeiro ou negociar com seus clientes, tem que procurar um profissional especializado”, declarou.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support