Profissionais da Engenharia, Agronomia e Geociências de Piripiri discutem propostas para o 10º CEP

 

A inspetoria do Crea-PI em Piripiri recebeu, na última terça-feira (18), o quarto Encontro Microrregional Preparatório do 10º Congresso Estadual de Profissionais (CEP), no auditório Osíris Neves de Melo. O evento, que reuniu profissionais da Engenharia, Agronomia e Geociências,  teve o patrocínio do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e apoio da Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea.

O Encontro de Piripiri foi comandado pelo presidente do Crea-PI, Ulisses Filho; pelo Inspetor-Chefe do município, Eng. Civil Reynolds José Benício e dos Coordenadores do 10º (CEP), Eng. Civ. Pablo Santana, Eng. Civ. Laílson Ancelmo e o também palestrante Eng. Agr. José Sales.

Ainda estiveram presentes no evento o Secretário do Meio Ambiente de Piripiri, Luís Carlos; Diretor Financeiro da MÚTUA-PI, Francisco de Assis Carvalho; o Diretor Administrativo da Mútua-PI, Walterwilson Carvalho Leite; o Assessor da Presidência do Crea-PI, Francisco Lira; do Assessor Jurídico, Gabriel Pierote; do Inspetor-Secretário Eng. Agr. Liberalino da Silva; além de Conselheiros, estudantes e profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua.

No início do Encontro, o Presidente do Crea-PI, Ulisses Filho, abordou todo o trabalho que o Conselho piauiense vem desenvolvendo em favor de seus profissionais e da importância do envolvimento de todos os profissionais no 10º CEP. “Piripiri tem um histórico de não conseguir reunir os profissionais da região, mas tivemos uma boa participação no evento. Participação não apenas em quantidade, mas em qualidade na discussão sobre a palestra e o CNP, principalmente, nos eixos temáticos da inovação tecnológica e atuação profissional. Foi uma reunião produtiva e acredito que é um pontapé inicial para Piripiri começar a participar mais das ações do Crea-PI”, declarou.

O Diretor Financeiro da MÚTUA-PI, Francisco de Assis Carvalho, aproveitou a oportunidade para abordar sobre a MÚTUA e seus benefícios para os profissionais presentes. “Foi uma reunião muito proveitosa. O tema abordado foi relevante e tivemos um número expressivo de participantes no Encontro”, disse.

 

Na ocasião, os profissionais participaram de uma palestra sobre Gestão de Resíduos Sólidos e ICMS Ecológico, ministrada pelo Eng. Agr. José Sales, e que compreende o segundo eixo temático Recursos Naturais e o papel da Engenharia e da Agronomia na utilização e aproveitamento de recursos naturais com sustentabilidade. Em seguida, os presentes sugeriram e debateram estratégias, por meio de propostas, para aprimorar os normativos que regulamentam o exercício da atuação profissional.

 

 

Uma proposta interessante foi apresentada pela eng. civ. Geysivana Carvalho, sobre inovação tecnológica quanto à Anotação de Responsabilidade Técnica – ART. A sugestão consiste em disponibilizar um QR Code para o profissional. “Quando o fiscal chegar na obra e acessar o QR Code ele veria se a obra está ou não legalizada, substituindo a ART impressa. Nossa complicação, atualmente, é ter uma ART em obra que mantenha a integridade por muito tempo, devido a poeira e outras situações. Seria uma proposta bem interessante que facilitaria a vida do fiscal, a minha enquanto engenheira civil e também do meu cliente que está na obra. Acredito que temos que acompanhar a tecnologia e estaremos também beneficiando o meio ambiente, pois diminuiria o volume de papel”, explicou a profissional.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support